src="http://pagead2.googlesyndication.com/pagead/show_ads.js">
Google

21.8.06

Estou enervada, e apetece-me escrever para desanuviar. Mas não sei ao certo o que escrever.

Dou por mim várias vezes a pensar que os budistas têm uma filosofia de vida que faz bastante sentido...nada desejar, para não sofrer. Não é que isso tenha a ver com o que me enervou, embora em parte é muito provável que tenha...indirectamente, de forma escondida...acho que tem um bocadinho...mas não é o centro do problema. O que se passa é que verifico que na grande maioria das situações que provocam desapontamentos, está o desejo, ou seja, aquilo que esperamos, desejamos que aconteça. E não adianta matutar, o melhor é mesmo nada esperar.
Não me importar é mais de meio caminho andado para não sofrer.
Mas que adianta dizê-lo?...é tudo teoria.

No final eu sei, só há Um em quem podemos contar até ao fim sem medo que se modifique o amor que tem por nós. E só nos braços do Seu espírito surge o conforto incondicional e intemporal.


Às vezes a esperança foge-me.

Às vezes deixo de ter força e vontade, porque deixo de acreditar. Em mim e nas pessoas.

5 Comments:

Blogger emlino said...

Não me parece, a mim, que haja grande beleza numa vida em que não se nos desperta em nós o desejo de... [Talvez possa ser um factor cultural e nós, latinos, quentes como o sol, rodeamos o nosso caminho em busca dos desígnios.. uns mais altos que outros e acabamos por ter que lidar também com alguns trambolhões.. uns mais altos que outros.]
Devemos mesmo saber criar e atingir os objectivos que entendemos serem importantes para a nossa vida; objectivos que não deixam de ser desejos... Se por vezes eles não são atingidos ou se o resultado não é o que se espera não deixamos de aprender com isso e a redefinir, no futuro, o que entendemos dever ser o nosso desejo.
Quando deixamos de nos importar é como se desligassemos o coração ou estivéssemos constantemente a regá-lo com água fria [latinamente falando]...
Acredita que é pior porque não só nos tornamos mais frios como também, se nos for dada a oportunidade de desejar esperar o quer que seja vamos fazê-lo de uma forma desenfreada e irreflectida.
Quando ensinamos o coração a amar a vida e o que ela nos dá, tudo se torna diferente e o desejo acaba por se tornar em confiança... 'o Amor, tudo espera, tudo alcança'

22 agosto, 2006 11:53  
Blogger emlino said...

E é certo também, e consolação numa esperança consistente, que "...vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas essas coisas"...

...E na vida que é realmente VIDA...

"...todas essas coisas vos serão acrescentadas."

22 agosto, 2006 17:26  
Blogger gota de chuva said...

Talvez faça sentido desejar algumas coisas, mas é bom que estejemos preparados para o caso em que o que desejamos não se venha a concretizar. Acho que com a passagem da vida, com a passagem dessas situações, aprendemos a lidar melhor com isso.
E sei que faz todo o sentido relembrar esse meu post anterior.
Uma vida preenchida com a confiança Nele abranda todas as preocupações, minimiza todas as desilusões e afasta qualquer espécie de medo.Ele providenciará.
Só às vezes surge esta vontade de... pegar nos cães, deixar tudo o resto para tràs e fugir para um sítio onde só o silêncio da natureza existe e acaricia a alma.
Obrigada pelo empenho ;)

22 agosto, 2006 23:39  
Blogger emlino said...

Lá diriam os Coldplay... "Nobody said it was easy"... É também por isso que eu escrevo... (Diz que ajuda...) para tornar tudo isso bem presente na minha vida... (a modos que também não tem sido fácil esperar apenas o razoável)
De qualquer forma, se precisares de dicas para uns sítios é só dizer... :)))

23 agosto, 2006 09:58  
Blogger gota de chuva said...

Sim, sr. escuteiro :))

23 agosto, 2006 13:24  

Enviar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker